Doenças e acidentes somam mais de 2 milhões de mortes anuais no mundo

Saúde Ocupacional - 19/06/2013

A Organização Internacional do Trabalho mostra que 86,3% das mortes do trabalho em todo o mundo são causadas por doenças ocupacionais e o restante em acidentes

1383851_64766981Em relatório divulgado no início do segundo trimestre de 2013, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) informou que acontecem 2,34 milhões de mortes do trabalho em todo o mundo. Do montante, 86,3% são causadas por doenças ocupacionais e o restante em acidentes.A média gira em torno de 6.300 mortes relacionadas ao trabalho por dia, sendo 5.500 por doenças. As informações alertam sobre esse preocupante quadro.

No documento consta que, no Brasil, 6,6 milhões de trabalhadores são expostos à partículas de pó de sílica. Essa situação refere-se aos trabalhadores na mineração, que desenvolvem silicose, uma doença respiratória. Outro setor que apresenta essa doença é o da construção civil.

As mudanças tecnológicas, sociais e de organização também influenciam os riscos. Dessa maneira, é possível contornar alguns problemas e diminuir os riscos tradicionais. Em contrapartida, novos tipos de enfermidade surgem também por conta das mudanças, como as questões ergonômicas, por exemplo.

Uma das maiores críticas do documento engloba os riscos ergonômicos, exposição à radiação eletromagnética e riscos psicossociais. Além disso, não há a separação das estatísticas por sexo, limitando possíveis ações preventivas para diminuir as taxas de acidentes e mortes no trabalho.

Um método eficaz para lutar contra esses números é investir em políticas de prevenção. As medidas tendem a proporcionar um ambiente de trabalho mais saudável. Por consequência, os acidentes e doenças ocupacionais podem diminuir a partir de simples exames periódicos, por exemplo. Assim, é possível diagnosticar algum provável problema e inciar o tratamento antes que seja configurada a doença ocupacional.

Se cada empresa trabalhar internamente para diminuir as estatísticas, o resultado refletirá em grandes estudos como o apresentado pela OIT.

2 Comentários
  1. Sandra Maria V. F disse:

    Estava lendo a revista proteção,e já no final li uma matéria sobre gestão dos programas do SST. Onde fiquei interessada no assunto já que fala de doenças dos trabalhadores,pois como sou técnica em segurança do trabalho me interessa,como um suporte a mais para poder ter mas informações no dia a dia.

  2. […] Internacional do Trabalho (OIT), divulgada pelo Ministério da Previdência Social, as mortes e acidentes laborais ainda atingem cerca de 2,02 milhões de trabalhadores por ano. Logo em seguida, o  Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) publicou os dados das despesas […]

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.