A importância da Ginástica Laboral para os colaboradores e a empresa

Saúde Ocupacional - 01/04/2014

Em poucos minutos trazendo resultados positivos, melhorando a qualidade de vida e integrando os funcionários. Saiba mais sobre a Ginástica Laboral

A importância da Ginástica Laboral para os colaboradores e a empresaA Ginástica Laboral é a prática de atividades físicas leves no local de trabalho, com o objetivo de prevenir e aliviar dores e incômodos que ocorrem devido às atividades dos colaboradores.

Esta prática é considerada um investimento na qualidade de vida dos funcionários, diminuindo a incidência de dores e aumentando a motivação e entrosamento da equipe. A prática dura de 5 a 10 minutos e pode oferecer resultados positivos para a equipe, melhorando a qualidade de vida e integrando os funcionários.

Segundo publicação do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), a Ginástica Laboral é o resultado da preocupação das empresas com o bem-estar dos funcionários, fator que influencia na produtividade.

De onde surgiu a Ginástica Laboral?

Mesmo sendo uma atividade tão atual, o primeiro registro de ginástica em horário de trabalho surgiu na Polônia no ano de 1925. Na época, foi chamado de Ginástica de Pausa, já que os trabalhadores pausavam a jornada de trabalho para a realização das atividades físicas leves. Somente 25 anos depois que países da Europa e o Japão aderiram a esta metodologia e estipularam como obrigatório nos escritórios.

No Brasil, a Ginástica Laboral chegou nos anos 70, quando a Federação de Estabelecimento de Ensino Superior (FEEVALE), no Rio Grande do Sul, fez a publicação de uma proposta de exercícios baseados em análises biomecânicas. Na época, empresas como Bangu (fábrica de tecidos) e o Banco do Brasil colocaram a metodologia em prática oferecendo este benefício aos funcionários.

Em 1979, o Serviço Social da Indústria (SESI) criou o Projeto de Ginástica Laboral oferecendo esse serviço às indústrias. Em 1999, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) lançou o curso de preparação de alunos e profissionais da área para atuar como instrutores de Ginástica Laboral.

Como funciona a Ginástica Laboral?

A atividade é elaborada por um fisioterapeuta ou professor de educação física, que vai até as fábricas, corporações ou empresas. E aplicam exercícios, como alongamento, relaxamento muscular entre outros.

Desta forma, a equipe passa por um momento de descontração e interação, surtindo efeitos físicos e psicológicos positivos. O CONFEF esclarece que a série de exercícios dura de 5 a 10 minutos diários e é desenvolvida especialmente para cada tipo de atividade realizada pela equipe, amenizando os desgastes exigidos pela função.

No caso de trabalhadores que ficam em escritórios, é necessário corrigir problemas posturais e compensar o desgaste proveniente dos exercícios repetitivos. Já para os que ficam em linhas de produção, por exemplo, é necessário compensar os grupos musculares exigidos pela atividade.

Quais os tipos de Ginástica Laboral que existem?

Existem três tipos de Ginástica Laboral:

  • A Preparatória. Realizada antes ou nas primeiras horas do trabalho, composta por alongamentos, aumentando a circulação sanguínea, a viscosidade e lubrificação das articulações e tendões;
  • A Compensatória. Realizada no meio da jornada de trabalho, como uma pausa, e é praticada para diminuir a fadiga e prevenir doenças ocupacionais crônicas;
  • A de Relaxamento. Realizada no fim da jornada de trabalho para oxigenar os músculos envolvidos nas tarefas repetitivas feitas ao longo do dia.

Quais os benefícios da Ginástica Laboral?

São inúmeros os benefícios dessa prática para os colaboradores, veja:

  • Oferece uma quebra na rotina longa de trabalho;
  • Reduz o estresse laboral;
  • Promove a integração dos colaboradores;
  • Estimula o alongamento e relaxamento dos músculos;
  • Evita o sedentarismo;
  • Reduz tensões musculares;
  • Aumenta a produtividade;
  • Promove o bem-estar;
  • Prevenção de lesões;
  • Minimiza possíveis dores das Lesões por Esforços Repetitivos (LER).

Não são apenas os funcionários que colhem benefícios, as empresas também tem inúmeros motivos por adotar esta prática dentro do ambiente do trabalho. Veja os benefícios na visão do empresário:

  • Reduz o número de acidentes de trabalho;
  • Incentiva o trabalho em equipe, pois promove integração;
  • O colaborador se sente valorizado e mais feliz no ambiente de trabalho;
  • Aumento da produtividade dos colaboradores;
  • Mostra preocupação da empresa com a saúde dos seus funcionários.

Qual a frequência semanal da Ginástica Laboral?

Não há resposta correta, mas quanto mais atividades repetitivas e de escritório o seu colaborador realizar, mais ele precisará dos benefícios da ginástica laboral. Normalmente, indica-se de 3 a 5 vezes na semana e a ginástica é feita dentro do escritório ou da fábrica.

Comunique a importância da Ginástica Laboral ao seu colaborador

Muitas empresas têm receio dos seus colaboradores não quererem aderir a esta prática. Utilize a sua comunicação interna para educar o seu funcionário e deixar claro a importância que essa metodologia tem na qualidade de vida deles.

Utilize cases de sucesso de grandes empresas para justificar o oferecimento desta modalidade durante a jornada de trabalho. Incentive também os líderes a praticarem e darem o exemplo, para incentivar seus times a colherem os benefícios da Ginástica Laboral.

Procure profissionais qualificados em Ginástica Laboral. Para oferecer com segurança os exercícios mais indicados para a rotina de trabalho dos seus funcionários.

Saiba mais sobre Saúde Ocupacional através de nossos conteúdos:
» Atestado de saúde ocupacional: como funciona e qual sua validade?
» Anamnese na Medicina do Trabalho: confira qual sua função.
» Confira algumas dicas de saúde no trabalho para sua empresa.

8 Comentários
  1. […] A Ginástica Laboral, por exemplo, é uma das muitas formas de melhorar o ambiente de trabalho e promover a interação entre os funcionários. Afinal, não se pode admitir nenhum tipo de desperdício, em especial de vidas humanas. Ou seja, cada vida poupada e cada ação para manter a integridade física e psicológica do quadro de funcionários,  reflete não só na empresa, mas também na família e na sociedade como um todo. […]

  2. […] acordo com um estudo publicado na Revista Brasileira de Ciências do Esporte, a Ginástica Laboral pode ser uma alternativa muito eficaz para combater a incidência de dores nas […]

  3. […] funcionários. Assim, cuidar da postura dos trabalhadores e propor atividades preventivas, como a Ginástica Laboral,  pode ajudar gestores, engenheiros e técnicos em segurança do trabalho a implantar soluções […]

  4. […] de Saúde e Segurança do Trabalho, segundo o Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), implantar Ginástica Laboral mostra a a preocupação das empresas com o bem-estar dos funcionários, fator que pode […]

  5. […] focados na Qualidade de Vida do Trabalhador dentro das organizações. O investimento em Ginástica Laboral, por exemplo, pode contribuir para amenizar essas estatísticas, já que ela diminui o número de […]

  6. […] o uso de equipamentos de proteção individual (EPI), estatísticas sobre acidentes de trabalho, dicas de ginástica laboral para melhorar a qualidade de vida do trabalhador ou sugestões de melhoria em procedimentos de […]

  7. […] o uso de equipamentos de proteção individual (EPI), estatísticas sobre acidentes de trabalho, dicas de ginástica laboral para melhorar a qualidade de vida do trabalhador ou sugestões de melhoria em procedimentos de […]

  8. JOÃO PAULO PASSARELLI disse:

    como adquirir no trabalho.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.