Alstom adota a Gestão Ocupacional sem Papel

Case SESMT Próprio - 06/11/2014

Unidade de Taubaté/SP ganhou um novo sistema integrado em SST com o SOC, reduzindo o tempo dos processos e melhorando o controle das atividades

A Alstom Brasil, uma das maiores multinacionais de seu segmento, ganhou acesso online e gerenciamento integrado ao adotar o SOC – Software Integrado de Gestão Ocupacional como ferramenta oficial para a gestão da Saúde e Segurança do Trabalho (SST). Recursos como a Sala de Atendimento, interface com o eSocial e Gestão Ocupacional sem Papel estão entre os benefícios incorporados à sua unidade no interior paulista, com possibilidade de implantação em outras filiais da empresa. Suas operações estão espalhadas por várias regiões do Brasil e empregam mais de 5.500 colaboradores diretos. É justamente esta movimentação funcional que gera demandas legais, administrativas e tecnológicas em SST.

Um dos destaques deste projeto é o pioneirismo na utilização da Sala de Atendimento do SOC, no caso específico de empresas com SESMT próprio. Isso atesta a qualidade do software e de suas funcionalidades para organizar os atendimentos internos. “Além destes recursos tecnológicos, consideramos o fato de ser um software integrado de gestão ocupacional que faz a interface com as necessidades legais. O eSocial é um exemplo deste diferencial, pois se trata de um projeto do governo federal que vai unificar o envio de informações pelo empregador em relação aos funcionários. Foi por isso que buscamos esta melhoria e a encontramos no SOC”, explica Gunther Guirado, médico do trabalho coordenador da Alstom Taubaté.

Sendo o responsável pela área de Saúde da maior unidade Alstom, ele diz que incorporar o SOC em todas as unidades está entre os planos, pois estimativas apontam redução no tempo dos processos de gestão e melhoria nos controles. “Em nosso tipo de atividade existe grande circulação de funcionários por todo Brasil e pelo exterior. Ter uma ferramenta integrada e com acesso online auxilia no monitoramento e na gestão de pessoas com mais eficiência, reduzindo o consumo de papel e contribuindo para o nosso desenvolvimento sustentável. Após algumas reuniões corporativas, ajustamos o projeto que melhor atenderia as demandas da Alstom. Após iniciarmos a parceria, observamos avanços e muito sucesso neste trabalho”.

O médico defende que a parceria seja contínua, envolvendo a Alstom nas inovações do software, mantendo equipes de suporte e atendimento dentro dos atuais níveis de qualidade. Vinicius de Almeida, consultor de implantação do SOC no projeto, destaca o envolvimento de ambos os lados para atingir a meta. “O comprometimento dos usuários na fase de implantação foi fundamental para o êxito. Além disso, o doutor Gunther e demais profissionais ligados à área de Saúde e Segurança do Trabalho desenvolvem a cultura de utilização do SOC para outras equipes Alstom. Ou seja, por conhecerem os diferenciais do produto, eles fizeram acontecer durante o período de implantação do sistema. Estamos construindo o sucesso juntos”, finaliza.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.