Anamnese na Medicina do Trabalho: confira qual sua função

Saúde Ocupacional - 29/07/2019

Você sabe o que é a Anamnese na Medicina do Trabalho e a importância do procedimento? Saiba mais a partir deste texto e sua necessidade para funcionários.

Anamnese na Medicina do Trabalho confira qual sua funçãoAnamnese é um processo de conversação entre o profissional de saúde com o paciente. Tem por finalidade a coleta de dados e informações que possibilitam iniciar o diagnóstico das enfermidades aparentes.

Por ser um procedimento médico, assim como todas as entrevistas realizadas, possui formas técnicas adequadas para sua aplicação. Possibilitando a identificação de doenças e seus possíveis agravantes em um diagnóstico seguro e que proporcione o tratamento correto em cada caso de doença identificado.

A anamnese possui elementos característicos para uma coleta de dados segura e precisa. Onde é necessária a identificação do paciente, sua queixa principal em relação ao que sente, histórico de enfermidade (caso já tenha identificado alguma procedência), os antecedentes de saúde pessoal do paciente, histórico de saúde familiar para compreensão de hereditariedade (casos de doenças com causas hereditárias), os hábitos e costumes de vivência do paciente e a revisão de sistemas, que corresponde aos processos sintomáticos.

Elementos de identificação de enfermidade através da Anamnese

  1. Identificação do paciente: início do questionário para identificação do paciente compreendendo o nome, sexo, idade, estado civil, formação acadêmica e profissional, naturalidade e local de residência, nome da mãe, planos de saúde, dentre outras informações coletadas.
  2. Queixa principal: nessa informação é registrada a queixa principal do paciente com os motivos, sintomas e sensações que o conduziram na busca de um atendimento médico.
  3. Histórico de enfermidade: ou HDA (Histórico de doença atual), onde o paciente deixa registrado a sua condição de saúde atual. Argumentando sobre doenças existentes, início dos sintomas apresentados, histórico evolutivo da doença, como e onde teve seu início.
  4. Antecedente de saúde pessoal: compreende as informações relacionadas ao histórico de saúde em todo ciclo de vida do paciente. Mesmo os casos que já tiveram cura e que não estejam relacionados com os sintomas atuais.
  5. Histórico de saúde familiar: a partir da coleta dessas informações é possível observar a vulnerabilidade do paciente em relação a doenças hereditárias. Compreendendo seus sintomas como identificação de causas aparentes.
  6. Hábitos de vida do paciente: a forma de vivência do paciente reflete na sua condição física e mental podendo ser associada à incidência de doenças ou progressão das mesmas. O modo de vida do indivíduo influencia de forma significativa na sua condição saudável sendo um facilitador de doenças. Assim como obstáculos para sua cura. Identificação do processo de dor na Anamnese.

Sobre dores identificadas

O desenvolvimento da anamnese, se dá também, pela identificação e caracterização da incidência de dor nos sintomas apresentados pelos pacientes. Ao constatar a ocorrência da dor, o paciente deve apontar a localização onde a sente, explanar em que momento começou a sentir essa dor e se aconteceu de forma súbita ou gradativa com percepção de agravante.

É considerado necessário compreender a evolução da dor. Para isso é importante que se considere o seu grau de evolução. O que é constante ou instável e identificar o tipo de dor.

As dores no paciente podem se manifestar sobre diversos aspectos. Podendo ser a partir de uma sensação de queimação dolorida. Ou a partir de uma pontada aguda ou crônica, sensações que remetem à cólicas ou dores que podem ser contínuas, profundas ou até mesmo superficiais.

Na anamnese é imprescindível que se conste, ainda sobre os processos doloridos apresentados pelos pacientes e a intensidade da dor. Pois algumas se manifestam de forma forte e intensa, enquanto outras são consideradas mais fracas.

Após a compreensão sobre os sintomas de dor e todo grau de sua incidência, é identificado o impedimento. A partir dessa sensação, de realizar quaisquer tipos de afazeres, assim como se a dor manifesta algum outro sintoma quando ocorrente.

Anamnese na Medicina do Trabalho

Na medicina do trabalho, a anamnese tem importância significativa nos processos de recolhimento de dados e informações sobre a saúde e os hábitos de vida do profissional. A coleta dessas informações é muito importante para a gestão empresarial. Uma vez que o empregador deve estar consciente da condição física do trabalhador para função que irá exercer.

As análises médicas são realizadas no processo de admissão do profissional, periodicamente e no momento de demissão. Compreendendo a amplitude das atividades do cargo ocupado, os riscos provenientes da atividade exercida e o condicionamento físico e mental do funcionário para a execução das atividades propostas no momento da contratação.

Ainda nas análises médicas periódicas, que o empregador tem a obrigatoriedade de dispor aos seus funcionários, a aplicação da anamnese se faz importante como um acompanhamento do impacto da atividade laboral na saúde do paciente.

Aos Funcionáros

O mesmo acontece no momento da demissão de um funcionário. Quando o empregador tem obrigatoriedade de aplicar exames médicos e uma análise mais precisa para a comprovação do bem-estar do profissional que se afasta do setor em que trabalha.

A partir do recolhimento das informações referente à saúde do profissional, identifica-se a sua aptidão para o cargo a ser ocupado. Ou, em casos de demissão, se a condição física do trabalhador não foi afetada de forma a causar-lhe prejuízos para o exercício de sua função em outros locais.

A anamnese na medicina do trabalho, possibilita, inclusive, às empresas oferecerem ambientes adequados e correspondentes às necessidades físicas e psicológicas dos seus funcionários. Para um desempenho produtivo e rentável em suas atividades.

Temos na Medicina do Trabalho um suporte de prevenção da saúde física e psicológica do profissional no seu local de trabalho. Concedendo o direito a condições saudáveis onde suas atividades devem se desenvolver.

É previsto por lei, o cumprimento por parte do empregador, o atendimento médico, assim como o acompanhamento e a seguridade do afastamento do profissional quando em estado de risco. E recuperação de enfermidades manifestas que o impossibilitem o trabalho.

Nesse contexto, a Anamnese apresenta um aglomerado de informações aplicadas para a identificação do diagnóstico profissional. Formulando um histórico que determinará a capacidade do trabalhador em continuar ocupando a função que exerce. Nossa equipe de consultores é qualificada para atender às suas necessidades e solucionar os seus problemas.

 

Saiba mais em nosso blog. Vários conteúdos todos os dias:

 

» Mortes por acidentes de trabalho e Segurança do Trabalho

» Confira algumas dicas de saúde no trabalho para sua empresa

» Case de Sucesso: Santiago Saúde e Segurança Ocupacional expande negócios e melhora emissão de documentos via SOC

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.