Depressão e estresse: principais causas de afastamento no trabalho

Saúde Ocupacional - 17/10/2019

Afastamento no trabalho nunca será algo bom, nem para o funcionário e muito menos para a empresa. E as principais causas têm sido o estresse e a depressão. Vem saber mais.

Depressão e estresse principais causas de afastamento no trabalho

Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 33% da população brasileira possui algum tipo de problema de saúde mental e, entre as principais causas estão o estresse e a depressão, que se tornaram os principais fatores para o afastamento no trabalho.

Saiba mais:

> Até 2020 estresse será o principal motivo de faltas no trabalho

> Como a depressão afeta a produtividade no trabalho?

O afastamento no trabalho

Entre os anos de 2012 a 2018, o Brasil teve um gasto equivalente a R$15, 6 bilhões com despesas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), levando em conta apenas auxílio doença. E, se formos analisar outros gastos previdenciários, o valor sobe para mais de R$ 85 bilhões.

Em 2017, por exemplo, transtornos psíquicos afastaram mais de 178 mil pessoas dos ambientes de trabalho. Ou seja, mais de 100 mil pessoas em comparação ao ano anterior de 2016.

A depressão e o estresse como causa

A Organização Mundial da Saúde possui dados que sinalizam a depressão será a maior causadora de afastamento no trabalho até 2020! Além disso, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) estima que 20% ou 25% da população em algum momento da vida teve ou terá um quadro de depressão.

Mas por que isso ocorre? Toda a carga de trabalho excessiva e o modo como estamos sempre conectados faz com que acabemos desenvolvendo certos transtornos psicológicos.

Entre os fatores responsáveis por desencadear a depressão no trabalho, estão:

• predisposição para a doença;
• carga exaustiva e recorrente de trabalho;
• ambiente muito estressante;
• ou até situação de estresse pós-traumático.

Em 2017, o presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria citou que o trabalho pode, de fato, ter impacto expressivo sobre a saúde do trabalhador:

“O termo “estresse” vem da física, para você medir o estresse de uma ponte, por exemplo. Se passar mais peso do que o previsto, a ponte estressa e rompe. Com o ser humano é a mesma coisa. Se ele passa a trabalhar 12h por dia, por exemplo, vai se estressar e romper, quebrar”.

A Modernidade como Causa

Em entrevista para a Gazeta Online, no final de 2017, o advogado trabalhista Luiz Marcelo Góis relembra sobre como o estresse em relação ao trabalho começa a aumentar a partir da década de 90 devido ao aumento das informações em menor tempo.

“A modernidade tem prejudicado a sanidade mental das pessoas. Nunca tivemos sobre a atividade intelectual tanta pressão. A pressão acaba afetando o ser humano a ponto de causar um dano existencial. Isso ocorre quando o trabalho não deixa a pessoa viver.”

Esse é apenas mais um relato de um profissional e especialista sobre como a tecnologia pode nos prejudicar.

Como funcionam os afastamentos por conta da depressão?

O afastamento por conta da depressão é dado se o quadro estiver diretamente ligado ao ambiente de trabalho. E, para comprovar e conseguir esse direito, é necessário um laudo feito por um médico e outras provas que atestem que o desencadeamento foi por conta do trabalho.

No momento em que é comprovado a depressão causada pelo ambiente de trabalho, a empresa pode indicar a ajuda de profissionais e acompanhar sua evolução. Dessa forma, não há necessidade de afastá-lo 100% do trabalho e ainda dá oportunidade ao funcionário de continuar suas atividades. Tudo isso sem a necessidade de burocracias, afastamentos, demissões e novas admissões.

Solução: Gestão de fatores psicossociais no trabalho

Claro que para todo problema buscamos mostrar uma solução e para um assunto como este não seria diferente. Uma das soluções que ainda não apresentamos é a Gestão de Fatores Psicossociais no Trabalho.

Isso porque, hoje, muitas empresas já trabalham com sistemas de serviços de SST, que visam cuidar de toda a dinâmica de documentos sobre saúde e segurança do trabalho. E, principalmente, de estar a par de como anda a saúde dos funcionários dentro da empresa.

Uma solução importantíssima é investir em treinamento pessoal para o controle da mente e emoções dos colaboradores, um dos treinamentos se chama Treinamento Mind, baseado na meditação.

No entanto, há diversas dicas para reduzir e prevenir a depressão, como:

  • Local de trabalho mais descontraído e saudável;
  • Dar mais voz aos colaboradores, para que possam se expressar ou mostrar ideias, assim, explorando a criatividade;
  • Promover uma maior comunicação entre as equipes, e de forma eficiente;
  • Momentos e setores de relaxamento;
  • Entre muitas outras possibilidades.

Leia mais conteúdos em nosso blog:
» Motivos para escolher o Software de SST SOC.
» SOC lança tela de Atestado de Saúde para o leiaute S-2230 do eSocial.
» A simplificação das contratações por meio da Carteira de Trabalho Digital.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.