Política de Segurança no Trabalho: o que é e qual sua importância?

Segurança no Trabalho - 18/11/2019

Muito se fala que a política de segurança no trabalho é de extrema importância para todos e, de fato, é. Saiba mais lendo o texto completo.

Política de Segurança no Trabalho o que é e qual sua importânciaToda empresa precisa de uma boa Política de Segurança no Trabalho. Para assegurar a saúde e a segurança ocupacional de seus colaboradores há algumas obrigações legais desta política nas empresas:

  • A elaboração,
  • a aplicação,
  • o monitoramento,
  • e a renovação regular.

Neste texto você vai saber o que é e qual é a importância da Política de Segurança no Trabalho. Confira!

O que é Política de Segurança no Trabalho?

A Política de Saúde e Segurança do Trabalho (PSST) representa um conjunto de normas, padrões e objetivos. Determinadas pelas empresas em relação à integridade física de seus funcionários.

Com esta política, as empresas podem definir ações para que sejam evitados acidentes durante a jornada dos funcionários.

Bem como tomar atitudes para que os colaboradores não desenvolvem doenças decorrentes da atividade profissional no curto, médio e longo prazos.

Há requisitos mínimos que toda empresa deve seguir em relação aos itens presentes na Política de Segurança no Trabalho. Porém, estas exigências variam de acordo com o setor na qual a empresa opera.

Afinal, os riscos que um metalúrgico está exposto são diferentes dos riscos sofridos por um operador de câmara frigorífica, por exemplo. Cada empresa deve seguir o mínimo que a legislação determina para sua área, especificamente.

Com a Política de Segurança no Trabalho, as empresas podem realizar uma gestão de riscos mais eficientes, reduzindo ao máximo a chance de acidentes e aumentando a eficiência das ações de reparo e socorro, caso aconteça um imprevisto.

Veja cinco dicas para a Política de Segurança da sua empresa aqui.

É muito benéfico às empresas elaborar e manter uma boa Política de Segurança no Trabalho. Assim, elas evitam perdas humanas ou financeiras decorrentes de acidentes e doenças ocupacionais. Além de obter certificações de excelência no mercado e permanecer em dia com a lei.

Como é elaborada a PSST?

A elaboração da Política de Segurança do Trabalho deve ser uma ação realizada de maneira coletiva pela empresa. Envolvendo de maneira significativa todos os diferentes níveis hierárquicos da organização.

Ouvir as demandas e sugestões dos próprios trabalhadores é fundamental para garantir que a política realmente atenda às necessidades do empreendimento. Embora os proprietários/gestores do negócio sejam os responsáveis legais pela PSST.

Por isso, não é recomendável copiar o PSST de outra empresa ou terceirizar a elaboração do documento. Através de reuniões e diálogos com os diferentes colaboradores do empreendimento, a Política deve ser desenhada em todos os seus termos.

Além disso, a Política de Segurança no Trabalho não deve estar desconectada das pretensões e objetivos do negócio. Uma vez que serão necessários recursos da própria empresa para implementá-la.

É muito importante, portanto, que a PSST esteja de acordo com as metas operacionais e financeiras da empresa e conectada diretamente à rotina de trabalho dos funcionários. Operando ainda em sintonia com outras políticas corporativas às quais a empresa já tenha implementado.

Comprometimento da PSST

A Política de Segurança no Trabalho deve assegurar o comprometimento da gestão executiva em garantir trabalho saudável e seguro aos funcionários de todos os níveis e setores.

Ela também distribui responsabilidades entre os colaboradores para que todos possam contribuir com o exercício diário dos padrões estabelecidos.

Na política devem constar também os tipos de risco aos quais cada trabalhador está sujeito, detalhando formas de prevenção de acidentes e procedimentos de suporte e socorro. Deve abordar também de que maneira a política será implementada, divulgada e monitorada no dia a dia do negócio.

É fundamental também que a Política de Segurança no Trabalho seja revista e alterada com o passar do tempo. Já que as empresas mudam, crescem ou diminuem e alteram operações, as políticas de saúde ocupacional e segurança do trabalho também devem acompanhar estas mutações.

A Política de Segurança no Trabalho não deve ser apenas um conjunto de papéis colados na parede. Mas sim, parte da cultura diária da empresa, respeitada e protegida pelos próprios trabalhadores.

É por isso que também é muito importante que as empresas tomem ações de divulgação e incentivo para que os colaboradores, de maneira autônoma, zelem pelo cumprimento das ações presentes na PSST. E sejam, eles mesmos, parte de uma engrenagem segura.

A importância da Política de Segurança no Trabalho

Política de Segurança no Trabalho o que é e qual sua importânciaÉ fundamental que a Política de Segurança no Trabalho seja encarada com a mesma importância pela empresa do que alguns setores como:

  • finanças,
  • vendas,
  • marketing,
  • operações.

As mais modernas empresas do mundo colocam os padrões de segurança ocupacional como alguns de seus principais indicadores de desempenho, para se ter ideia.

Algumas destas metas são: “reduzir em X% o número de acidentes mensais”; “zerar a incidência de lesão por esforço repetitivo até o ano X”, entre outras.

O estabelecimento de uma Política de Segurança do Trabalho fraca e ineficiente aumenta o risco de acidentes e pode comprometer diretamente a mão de obra disponível para as operações do negócio.

Além de submeter também o empreendimento a um risco maior de ser acionado na Justiça em ações trabalhistas pelo não cumprimento de atitudes relacionadas à Segurança do Trabalho.

Ou seja, definir uma Política de Segurança no Trabalho não é uma despesa, mas sim um investimento que assegura a solidez, a boa reputação da marca e a segurança dos funcionários para desempenhar um trabalho mais eficiente, sem acidentes e evitando doenças que deixam a mão de obra em recuperação médica.

A Política de Segurança no Trabalho deve fazer parte de um esforço diário de padrão em excelência operacional. Assim, os funcionários cumprem com as exigências e ao mesmo tempo vigiam seus colegas para que também ajam de acordo com os protocolos estabelecidos na PSST, sem que seja necessária a cobrança por parte do encarregado.

Boa Política de Segurança do Trabalho

Uma boa Política de Segurança do Trabalho é aquela que descreve, de maneira completa, as ações para gerenciamento de riscos, com a devida atribuição de responsabilidades.

Designa ações de educação, formação e divulgação da Segurança Ocupacional entre colaboradores e determina metas para sucesso ou insucesso.

Independente do porte do empreendimento, do grande ao micro, toda empresa deve reservar tempo e recursos para estabelecer e consolidar a sua Política de Saúde e Segurança do Trabalho, conforme manda a lei.

Entre em contato para conhecer o SOC, a solução mais completa em Gestão Ocupacional

 

Saiba mais sobre nossos conteúdos no blog:

» Case de Sucesso: As unidades da empresa Perfil Gestão Ocupacional e o uso do SOC na Sala de Atendimento

» Doenças Ocupacionais mais comuns e o que fazer para evitá-las?

» Como ter um controle de SESMT mais eficiente com um software de SST

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.