Os riscos ocupacionais mais comuns e mais perigosos

Saúde Ocupacional, Segurança no Trabalho - 25/03/2020

Apesar de toda a preocupação das empresas com a saúde e a segurança de seus colaboradores, ninguém está imune a problemas, doenças ou acidentes. Mas para que a prevenção seja realmente eficiente, é preciso conhecer os riscos ocupacionais. Confira!

Os riscos ocupacionais mais comuns e mais perigososA área de Saúde e Segurança do Trabalho tem se tornado um setor de destaque dentro das corporações, porque a empresa se preocupa com a segurança do colaborador e seu bem-estar dentro da organização, mas também sabe que, quanto mais trabalhadores estiverem afastados, mais a produtividade cai.

Justamente por isso se faz necessário, cada vez mais, o aprimoramento e o conhecimento sobre os riscos ocupacionais, bem como é de extrema importância realizar a gestão desses possíveis acidentes e doenças que podem acontecer.

E para fazer uma gestão de riscos ocupacionais eficiente é preciso conhecê-los. No post de hoje, explicaremos mais sobre esses riscos, como são determinados e quais são os mais comuns e mais perigosos para o trabalhador.

O que são os riscos ocupacionais?

São definidos como riscos ocupacionais as possibilidades de um trabalhador desenvolver algum tipo de doença ou sofrer um acidente, em decorrência de suas atividades e funções realizadas dentro da empresa.

Os riscos ocupacionais podem ser relacionados:

  • Ao modo como o colaborador trabalha;
  • Ao ambiente;
  • Aos produtos que maneja.

Como são determinados os riscos ocupacionais?

O Ministério do Trabalho determina uma tabela de especificação e classificação dos riscos ocupacionais, dividindo-os em cinco grupos:

  1. Físicos;
  2. Químicos;
  3. Biológicos;
  4. Ergonômicos;
  5. Acidentes.

Físicos

Riscos físicos são as possibilidades de desenvolver doenças por conta da:

  • Temperatura do ambiente;
  • Exposição à radiação;
  • Pressão muito baixa ou muito alta do espaço de trabalho;
  • Ruídos excessivos.

Químicos

Já os riscos químicos, são relacionados justamente à manipulação ou contato com reagentes químicos, mas também a poeira e vapores que podem advir desses produtos.

Biológicos

Riscos biológicos são contaminações por elementos como fungos, vírus e bactérias que podem causar doenças não apenas em quem os controla, mas também qualquer outro colaborador que entre em contato com a pessoa infectada.

Ergonômicos

Problemas derivados de movimentos repetitivos, má postura e turno de trabalho excessivo estão enquadrados nos riscos ergonômicos.

Ocupacionais

O último grupo de riscos ocupacionais é referente aos possíveis acidentes que um trabalhador pode sofrer.

Entretanto, na maioria dos casos, o acidente pode ser evitado, desde que a empresa forneça o equipamento necessário e em boas condições, e o trabalhador não abuse da autoconfiança dispensando este equipamento.

Os principais e mais perigosos riscos ocupacionais

Apesar de toda a escala de riscos ocupacionais, alguns figuram como mais perigosos e recorrentes para a saúde e segurança do colaborador.

Um dos mais frequentes é em relação à audição. Trabalhadores que atuam em ambientes com ruídos altos e em excesso, frequentemente sofrem com a perda da audição temporária ou permanente.

Colaboradores que passam muito tempo na mesma posição, trabalhando de forma repetitiva correm sérios riscos de desenvolver a tão conhecida LER (Lesão por Esforço Repetitivo). Muito comum, principalmente com pessoas que trabalham digitando e, por isso, ficam sentadas praticamente o dia todo.

Também ocorre com bastante frequência as chamadas DORTs (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho). Sofrem com a DORT trabalhadores que levantam muito peso, às vezes com sobrecarga, postura inadequada e muito esforço físico.

Entre os mais os riscos ocupacionais mais perigosos, estão acidentes com produtos químicos, como a soda, que pode causar corrosão da pele, deixando feridas e até derretimento da pele. A poeira e os gases que levantam dos produtos químicos ocasionam em sérios problemas respiratórios.

Outro risco muito perigoso é referente aos trabalhadores que atuam nas alturas. Equipamentos mal preparados ou degradados facilitam uma possível queda, que pode ser fatal.

A possibilidade de acidentes, aliás, torna qualquer trabalho com máquinas grandes perigoso, como tratores, tanques, trituradores etc. Assim como qualquer ação com energia elétrica.

Diante de tantas probabilidades, a segurança do trabalho se torna cada vez mais imprescindível. Entretanto, é necessária uma gestão eficiente de SST, que consiga monitorar e organizar os dados, de forma a auxiliar na prevenção e nos cuidados com os trabalhadores.

A Age Technology desenvolveu o SOC, um software de gestão ocupacional disponibilizado online, justamente para atender toda a demanda na área de Saúde e Segurança do Trabalho.

Conheça mais sobre nossos conteúdos:

Quais os serviços que o SOC oferece para você e sua empresa?

Possíveis atitudes de empresas de acordo com surtos do Coronavírus

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) interfere no eSocial?

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.