Dicas e recomendações para evitar acidentes no trabalho em altura

Segurança no Trabalho - 02/04/2020

Acidentes de trabalho em altura é o mais preocupante na área de segurança do trabalho. Saiba o porquê e como este problema pode ser evitado.

Dicas e recomendações para evitar acidentes no trabalho em alturaO Ministério do Trabalho, em 2016, relatou que 40% dos acidentes ocupacionais ocorridos no país, possuíam relação com a altura em que o trabalhador se encontrava.

Trabalhar em altura pode gerar muita preocupação e desconforto, já que pequenos erros podem ser fatais. E em muitos casos, o erro se da pela falta de informações e supervisão das atividades.

O tipo de trabalho é tão preocupante que possui até um Norma Regulamentadora específica para trabalhos em altura. Vamos saber mais sobre ela.

Norma Regulamentadora 35 – Trabalho em altura

A NR 35, apresenta as principais medidas a serem tomadas por trabalhadores para preservar a integridade física dos envolvidos e garantir a segurança no trabalho em altura.

São consideradas atividades em altura, pela NR, trabalhos executados acima de 2 metros acima do nível inferior (uma base).

Se não houver o cumprimento da Norma Regulamentador 35, o empregador ou a empresa, podem receber multas e interdições. A multa varia entre R$ 402,23 e R$ 6.078,09, dependendo do porte da empresa e a gravidade da infração.

Medidas preventivas para o trabalho em altura

Tanto os empregadores quanto os funcionários precisam tomar certas medidas para evitar os acidentes de trabalho. Vamos entender algumas medidas de responsabilidade dos empregadores:

  • Realização de treinamentos periódicos para os funcionários que trabalham em altura;
  • Implantar medidas preventivas e não paliativas;
  • Respeitar as diretrizes da NR 35 – Trabalho em altura;
  • Adquirir Equipamentos de Proteção Individual específicos e de qualidade para atividades em altura. Sempre se atentando a sua validade.
  • Planejar as ações que precisam ser tomadas antes de se iniciar as atividades.

Além do empregador, o trabalhador também precisa estar atento, já que é quem está se arriscando:

  • Estar sempre presente nos treinamentos oferecidos pela empresa;
  • Inspecionar cada equipamento utilizado, antes e depois de cada atividade;
  • Guardar e conservar da forma correta cada EPI utilizado após seu uso;
  • Utilizar os EPIs da melhor forma possível e não o esquecer nunca.

Acidentes mais comuns em altura e suas causas

As causas de acidentes em altura estão diretamente ligadas aos principais acidentes de trabalho. E muitas vezes acabam sendo fatais, por conta da queda que o trabalhador sofre, podendo ter diversas batidas até alcançar o solo. Ou atingir locais do corpo que são mais sensíveis, como a cabeça.

Alguns acidentes comuns são:

  • Acidentes que envolvem escadas;
  • Montagem inadequada de andaimes;
  • Operação incorreta de plataformas elevatórias.

Esses são apenas alguns exemplos. E por que estes acidentes acontecem?

Há alguns requisitos que um trabalhador que exerce atividades em alturas precisa ter, três fatores básicos são: condicionamento físico, psicológico e conhecimento técnico. Algumas causas de acidentes em altura são:

Falta de planejamento:

Antes de executar qualquer tarefa em altura, é necessário planejamentos para evitar riscos. Estudar e observar o local de trabalho para saber quais equipamentos serão necessários.

Falta de treinamento:

É ilegal a falta de treinamento para trabalhadores que realizam trabalhos em altura. E a falta de treinamento pode acarretar em tragédias fatais, já que não possuem conhecimento de equipamentos. É obrigação da empresa promover programas de capacitação com carga horária mínima de 8 horas.

Falta ou uso inadequado de EPIs:

A legislação exige o uso de equipamentos tanto coletivos quanto individuais, quando o assunto é trabalho em altura. Os equipamentos devem ser certificados e estar em bom estado, além da validade.
A falta ou o uso inadequado dos equipamentos podem apresentar sérios riscos para o trabalhador.

Trabalho em excesso:

É importantíssimo que o trabalhador esteja em bom estado para realizar as atividades. A carga horária de trabalho deve ser respeitada para não haver sobrecarga.

Trabalhos em altura trata-se de condições extremas, assim o trabalhador precisa de seu condicionamento físico e mental equilibrado.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.