Melhores práticas para prevenir acidentes de trabalho

Segurança no Trabalho - 02/07/2020

Todos os anos, são registrados, aproximadamente, 700 mil acidentes de trabalho. Conheça agora as melhores práticas para prevenir acidentes de trabalho e descubra por que essas medidas podem fazer a diferença no ambiente profissional.

Melhores práticas para prevenir acidentes de trabalho

Um tema que merece a atenção de toda a sociedade é, sem dúvida, os acidentes de trabalho. Isso porque no Brasil, que ocupa a quarta colocação no ranking mundial, são registrados, aproximadamente, 700 mil casos todos os anos pela Previdência Social.

Outro dado que preocupa é o número de mortes decorrentes de algum tipo de acidente de trabalho. O Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho estima que um trabalhador venha a óbito a cada três horas e 40 minutos, o que representa uma triste realidade para o país.

Afinal de contas, não basta que um funcionário seja produtivo e gere bons resultados para a empresa na qual trabalha.

Acima de tudo, é fundamental que este colaborador tenha qualidade de vida, saúde e segurança, o que só pode ser alcançado se houver a adoção de medidas eficazes na prevenção de acidentes no ambiente de trabalho.

Aliás, prevenir acidentes de trabalho é uma forma de preservar a saúde e a vida dos funcionários, mas também de evitar processos judiciais e afetar o desempenho de toda a empresa. Ou seja, a precaução beneficia ambas as partes.

Pensando nisso, no artigo de hoje, vamos falar sobre as melhores práticas para prevenir acidentes de trabalho. Acompanhe, a seguir, e entenda como a precaução pode ser decisiva para o aumento da segurança e a redução de danos aos trabalhadores.

Atenção à qualidade e uso de EPIs, ferramentas e condições de segurança

Primeiramente, vamos abordar algumas práticas que podem ser consideradas como principais quando se trata de prevenir acidentes de trabalho. Estamos falando dos equipamentos de proteção obrigatórios, dos materiais utilizados no dia a dia dos funcionários e das condições de segurança oferecidas pela empresa.

Equipamentos de Proteção Individual, popularmente conhecidos como EPIs, são acessórios que os trabalhadores devem utilizar durante o ofício que exercem. Como o próprio nome sugere, o objetivo destes instrumentos é proteger e preservar a saúde e a vida dos colaboradores de uma organização.

Nesse sentido, auxiliam na prevenção de acidentes e impedem que a produtividade dos funcionários seja afetada.

Os EPIs variam de acordo com a atividade em questão, já que algumas profissões oferecem mais riscos do que outras. Em geral, incluem:

  • Luvas;
  • Óculos de proteção;
  • Cintos antiqueda;
  • Botas;
  • Uniformes;
  • Capacetes;
  • Protetores auriculares.

Seja qual for a atividade profissional e o nível de segurança exigido, é de suma importância que todos os trabalhadores utilizem equipamentos de proteção adequados e, acima de tudo, em perfeito estado de conservação.

Também é fundamental trocar estes equipamentos quando estiverem desatualizados ou mesmo danificados, o que aumenta sua eficácia.

Por falar em estado de conservação, outra prática muito importante para prevenir acidentes de trabalho é sempre verificar ferramentas, máquinas e equipamentos antes de iniciar as atividades e retirá-los do uso sempre que houver algum dano.

Acredite: muitas situações poderiam ser evitadas se esta medida fosse aplicada rigorosamente nas empresas.

Além disso, as condições de segurança do ambiente de trabalho também devem ser checadas diariamente. Podemos citar, como exemplo, a verificação da validade de extintores de incêndio e a lubrificação de máquinas.

Promoção de treinamentos, comunicação efetiva e ações imediatas

A verdade é que de nada adianta uma empresa oferecer EPIs, condições de segurança e maquinário adequados se os funcionários não souberem como utilizá-los corretamente.

Por esse motivo, a realização de treinamentos também deve ser prioridade quando o assunto é prevenir acidentes de trabalho.

Nesse sentido, as capacitações devem visar o uso correto de ferramentas, equipamentos e máquinas de trabalho e a atualização dos funcionários no que se refere a novas tecnologias e tendências.

Também é um modo eficiente de impedir que um trabalhador execute uma atividade da qual não tenha nenhum conhecimento, o que certamente pode gerar acidentes.

Além dos treinamentos constantes, é importante que a empresa mantenha um diálogo aberto com todos os seus funcionários. Oferecer conteúdos relevantes e educativos, por meio de palestras, por exemplo, é uma ótima maneira de conscientizar os trabalhadores e prevenir acidentes de trabalho.

Falar sobre todos os riscos oferecidos pela atividade, sejam físicos, químicos, biológicos ou ergonômicos, é muito importante para criar nos colaboradores a ideia de que não deve haver improvisos, descuidos, desorganização e distrações durante a jornada de trabalho.

Eles devem entender que, se isso ocorrer, as chances de que um acidente aconteça são bastante significativas.

Palestras também servem para esclarecer os benefícios trazidos pela prevenção de acidentes, que incluem a redução de afastamentos e, principalmente, o aumento da qualidade de vida e da produtividade de todos os colaboradores da empresa.

Também é interessante criar um canal de comunicação que permita que os funcionários troquem informações e opiniões sobre as atividades que desempenham na empresa.

Isso fará com que eles confiem no gestor e, o que é mais importante, relatem acidentes de maneira rápida e solicitem a troca ou aquisição de equipamentos e máquinas.

Aliás, o relato de acidentes deve ser imediato ao ocorrido, o que possibilita uma ação mais efetiva e minimiza os danos aos trabalhadores envolvidos. É essencial que os funcionários tenham total clareza a respeito disso e não tenham medo de comunicar a situação ao setor responsável.

Não descuidar dos direitos e do conforto dos trabalhadores

Por último, vale a pena falar sobre a importância dos direitos dos trabalhadores e das legislações vigentes que se referem à segurança do trabalho.

Um bom exemplo disso é a necessidade de realização periódica de exames médicos por todos os colaboradores, uma prática que minimiza os riscos de acidentes.

Lembre-se: o não cumprimento da legislação vai muito além do pagamento de multas e pode colocar em risco a vida de todos os trabalhadores da empresa.

Outra forma de prevenir acidentes de trabalho é criar um ambiente confortável para os funcionários. Afinal, quando um trabalhador está estressado, aumentam as chances de ocorrência de distrações e, consequentemente, de acidentes.

Algumas medidas podem ser adotadas nesse sentido, como:

  • Ginásticas laborais;
  • Massagens rápidas;
  • Incentivo à prática de atividades fora do trabalho.

Concluindo, a adoção de práticas de prevenção de acidentes de trabalho é fundamental para preservar a saúde e a vida dos colaboradores, o que impacta diretamente na sua produtividade, bem como no faturamento e na imagem da empresa.

Está procurando um Software Integrado de Gestão Ocupacional 100% online? Visite agora mesmo nosso site e conheça o SOC, a solução para empresas com SESMT e Prestadores de Serviço na área de Saúde e Segurança do Trabalho.

Continue lendo:

A importância do planejamento para a prevenção de riscos do trabalho

Entenda a possibilidade de redução dos acidentes de trabalho devido a pandemia

Dicas e recomendações para evitar acidentes no trabalho em altura

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Seu e-mail não será publicado. *Campos obrigatórios.